Também chamada de “vitamina do sol”, a vitamina D exerce importantes funções em nosso organismo, atuando nos sistemas imunológico, nervoso e muscular.

Também chamada de “vitamina do sol”, a vitamina D exerce importantes funções em nosso organismo, atuando nos sistemas imunológico, nervoso e muscular. A vitamina D é fundamental no metabolismo dos ossos, e sua falta pode levar a diversos problemas como por exemplo a osteoporose, a osteomalacia e o raquitismoPor ser uma vitamina lipossolúvel, a vitamina D somente é dissolvida na presença de lipídios, que são as gorduras, quando então consegue ser armazenada pelo organismo.

Quer receber nossas novidades em seu e-mail? Cadastre em nossa lista de Lavitaminados.

 A vitamina D e o sistema imunológico

Estudos apontam cada vez mais a relação entre a vitamina D e o bom funcionamento do sistema imunológico, evidenciando a sua importância tanto na prevenção quanto no tratamento de diversas doenças, principalmente as autoimunes.

De acordo com artigo científico publicado na Revista Brasileira de Reumatologia, “estudos atuais têm relacionado a deficiência de vitamina D com várias doenças autoimunes, como diabetes mellitus insulino-dependente (DMID), esclerose múltipla (EM), doença inflamatória intestinal (DII), lúpus eritematoso sistêmico (LES) e artrite reumatoide (AR).”

O papel da vitamina D na absorção do cálcio

Como já trouxemos, a vitamina D exerce um importante papel no metabolismo ósseo, isso porque ela regula o metabolismo do cálcio e do fósforo. Em quantidades adequadas, a vitamina D favorece a absorção do cálcio pelo intestino humano, melhorando sua disponibilidade em todo o organismo.

O cálcio é fundamental para a correta mineralização dos ossos, sendo essencial para a correta formação do esqueleto e para a manutenção de sua rigidez e estrutura.

Por estar diretamente relacionada à absorção do cálcio ao desenvolvimento do esqueleto, a vitamina D é especialmente importante durante a infância e a adolescência. A sua deficiência nestas fases da vida pode ocasionar uma série de complicações irreversíveis, como o retardo no crescimento, anormalidades ósseas e o aumento do risco de fraturas na fase adulta.

Na fase adulta, principalmente na terceira idade, quando é mais frequente o aparecimento da osteoporose e de outras doenças ósseas, a ingestão de maiores doses de vitamina D e de cálcio pode ser necessária.

Fontes de vitamina D

Uma das peculiaridades da vitamina D é que, diferentemente das demais vitaminas necessárias ao nosso organismo, ela consegue ser produzida pelo próprio organismo humano quando em contato com a luz solar.

Isso acontece porque a pele humana possui uma substância parecida com o colesterol, conhecida como pró-vitamina D, que consegue transformar-se em vitamina D quando exposta à luz solar ultravioleta. Daí, portanto, o seu apelido de “vitamina do sol”.

Além do mais, a vitamina D também pode ser obtida por meio da alimentação e da suplementação, sendo encontrada principalmente em peixes de água salgada, fígado, gema de ovos, leite e derivados.

A suplementação

Como já expusemos, a vitamina D pode ser obtida por meio da alimentação e também pode ser sintetizada a partir do contato da pele com a luz solar.

No entanto, a quantidade diária de luz solar necessária para o corpo consiga produzir vitamina D varia de pessoa para pessoa, dependendo de diversos fatores como por exemplo a idade, o tipo de pele, a presença de doenças que interfiram em seu metabolismo e outros.

Fatores ambientais como a localização geográfica, estação do ano, e o uso de roupas e protetores solares que reduzem a incidência solar também podem interferir na produção da vitamina D.

A vida nos grandes centros urbanos, com suas atividades ocorrendo predominantemente em ambientes fechados, como em fábricas e escritórios, também acaba por diminuir o contato das pessoas com a luz solar e, consequentemente, reduzir a síntese de vitamina D.

Constatada a deficiência desta vitamina no organismo, além da mudança de certos hábitos, o uso da suplementação pode vir a ser recomendada por um profissional da área de saúde.

Nestes casos, uma excelente opção é o uso de Lavitan Vitamina D, um suplemento líquido com sabor limão, disponibilizado em frascos de 30 ml.

Cada gota de Lavitan Vitamina D possui 200 UI de Vitamina D3 e, além de ajudar a melhorar a saúde de seu organismo, também não engorda, já que não contém quantidades significativas de carboidratos, gorduras saturadas, gorduras trans, fibra alimentar e sódio.

Lavitan Vitamina D pode ser encontrado nas melhores farmácias e drogarias do país. Confira aqui onde adquirir o seu Lavitan!

O que a Vitamina D faz por você. Saiba tudo!
1 (20%) 1 vote[s]