O processo de nutrição – ingestão, digestão, absorção, metabolismo e excreção – é um dos fatores importantes para manter as funções do organismo em dia em todas as fases da vida. Os nutrientes suficientes variam de acordo com a fase da vida: infância, adolescência, adultos e idosos. Eles são divididos em macronutrientes e micronutrientes.

Os macronutrientes são proteínas, carboidratos e lipídeos, enquanto os micronutrientes são vitaminas e minerais.

Quer receber nossas novidades em seu e-mail? Cadastre em nossa lista de Lavitaminados.

Com os macronutrientes, o corpo recebe energia necessária para realizar atividades do dia-a-dia, além de atuar na reestruturação de células e tecidos. Já os micronutrientes auxiliam no bom funcionamento do intestino, contribuem na formação de ossos, dentes e cartilagens.

Em cada fase da vida, há uma demanda nutricional diferente, de acordo com a necessidade.

Na infância, o aleitamento materno exclusivo do bebê é recomendado até os seis meses. Este processo tem nutrientes importantes para o bebê. Passado esse período de aleitamento, a mãe deve ficar ciente da alimentação equilibrada para a criança.

As refeições, nesta fase, devem ser consumidas em horários específicos. A criança deve comer legumes, verduras, cereais, frutas, carnes – importantes para o desenvolvimento e crescimento. O ideal é evitar o consumo de doces e guloseimas.

A adolescência é uma das piores fases para ter um equilíbrio nutricional. Muitos adolescentes, porém, querendo se enquadrar em certo peso, deixam de comer sem ajuda de um profissional, criando deficiências nutricionais. É importante o consumo, nesta fase, de cálcio e zinco, para a formação do esqueleto e maturação sexual do adolescente. O cálcio pode ser encontrado em derivados do leite, como iogurte, queijos, requeijão, coalhada e em verduras, enquanto o zinco em carnes vermelhas e cereais.

Já na vida adulta, o indivíduo pode ter mais dificuldade de manter uma saúde nutricional do que um adolescente. Isso porque todos os hábitos alimentares foram adquiridos ao longo da vida, além de fatores culturais e financeiros, que influenciam diretamente. No entanto, não é impossível adquirir, por meio de novos hábitos, uma nova rotina de alimentação, equilibrando a necessidade nutricional. São importantes o Ômega 3, gorduras essenciais que auxiliam na produção do bom colesterol, que pode ser encontrado em peixes e linhaça triturada, os antioxidantes, encontrados em Castanhas do Pará, uva, vinho e chá verde.

Para os idosos, os alimentos de alto valor nutricional devem ser priorizados. Ao passar dos anos, as necessidades de nutrientes aumentam. Nesta fase, as pessoas têm uma dificuldade de mastigar, por isso, é importante incentivar a mastigação, para evitar deficiências nutricionais. Os alimentos de cor avermelhada são os mais recomendados.

A importância da nutrição em cada fase da vida
4.5 (90%) 2 votes